Artigos

HOME > ARTIGOS > Notícias > ITA e CLA firmam acordo com UFMA para curso de Engenharia Aeroespacial

ITA e CLA firmam acordo com UFMA para curso de Engenharia Aeroespacial

O Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) firmaram nesta terça-feira (15/08) com a Universidade Federal do Maranhão (UFMA) acordo de cooperação acadêmica e técnica visando a implantação do curso de graduação em Engenharia Aeroespacial na instituição de ensino superior maranhense. A assinatura do acordo ocorreu no CLA e contou com a presença dos Deputados Federais José Reinaldo e Waldir Maranhão, representantes da bancada maranhense na Câmara dos Deputados, do Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos Augusto Amaral Oliveira, Diretor-Geral do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), dos dirigentes das três instituições envolvidas no acordo, além de integrantes do governo e  legislativo estadual maranhense.

 

O instrumento celebrado entre as três Instituições de Ciência e Tecnologia (ICT) estabelece contrapartidas e responsabilidades de cada um dos envolvidos e prevê o apoio acadêmico e técnico do ITA como explica o professor Anderson Correia, Reitor da instituição de ensino superior do Comando da Aeronáutica (COMAER) subordinada ao DCTA. “Os técnicos do CLA ajudarão a propiciar um caráter profissional e os professores do ITA irão participar periodicamente do curso presencialmente ou à distância, além de recebermos alunos em São José dos Campos para períodos de estágios.”

 

Para o Diretor do CLA, Coronel Luciano Valentim Rechiuti, a futura implantação do curso no Maranhão envolverá uma sinergia de experiências em prol do desenvolvimento do setor aeroespacial no país. “O nosso principal objetivo é conseguir unir os conhecimentos que existem agregados nas três instituições, ou seja, utilizar toda experiência acadêmica do ITA e o conhecimento agregado na área espacial, o conhecimento operacional que existe no CLA para que tudo isso possa ser utilizado pela UFMA, de forma que possamos dinamizar esse curso, para que ele possa ser um curso diferenciado, e que traga resultados não só para a UFMA, mas também para o CLA, para o Maranhão e para o Brasil como um todo.”

 

No evento de assinatura do acordo, o Diretor-Geral do DCTA, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos Augusto Amaral Oliveira relembrou o momento de criação do ITA e do DCTA ainda na década de 50 como um exemplo a ser seguido pelo estado do Maranhão como indutor para polo científico-tecnológico ligado aos setor aeroespacial, como o que existe atualmente em São José dos Campos, no interior de São Paulo. Os Deputados Federais José Reinaldo (PSB-MA) e Waldir Maranhão (PP-MA) destacaram a importância do acordo para o desenvolvimento do estado do Maranhão e do país em uma área estratégica e que carece e demanda por profissionais altamente qualificados, além da articulação de toda bancada maranhense na Câmara dos Deputados para garantir os recursos. Por meio de emenda parlamentar proposta pela bancada do Maranhão devem ser disponibilizados inicialmente 60 milhões de reais em um primeiro momento  visando a implantação do curso de graduação em Engenharia Aeroespacial na UFMA. O acordo entre ITA, CLA e UFMA entrará em vigor a partir da publicação no Diário Oficial da União (DOU) e terá prazo de vigência pelos próximo cinco anos.

 

Engenharia Aeroespacial na UFMA

A expectativa da UFMA é oferecer o curso de graduação em Engenharia Aeroespacial aos alunos interessados a partir do vestibular deste ano de 2017.  “O aluno vai fazer vestibular para o Bacharelado Interdisciplinar de Ciência e Tecnologia e ao final de três anos ele faz a opção entre as engenharias que a universidade oferece. Nós teremos agora a engenharia específica na área aeroespacial, então o aluno já vai participar desse processo fazendo sua inscrição no ENEM agora para o primeiro semestre de 2018”, explica a professora Nair Portela, Reitora da UFMA. Por meio da graduação em Engenharia Aeroespacial espera-se fomentar a formação de recursos humanos de alta qualidade para o setor aeroespacial, disponibilizando a infraestrutura necessária e oferecendo a possibilidade de participação em pesquisas e serviços de lançamentos, rastreio de veículos espaciais e de coleta e processamento de dados de cargas úteis. O curso será o único do Brasil na área com ênfase em centros de lançamentos, somente proporcionado por meio da interação entre a universidade e a organização militar da Força Aérea Brasileira (FAB) situada em Alcântara, responsável pelo lançamento e rastreio de engenhos aeroespaciais.

 

Fonte: http://www.ita.br/noticias144

blog comments powered by Disqus

Últimas novidades

Os alunos do Projeto Solaris, do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), conquistaram neste ú

Pelo quarto ano um convênio entre a FGV, ITA e Embraer promove a disciplina "Criação de Negócios

O Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) firmara

Entre os dias 31 de julho e 05 de agosto, um total de 331 estudantes de mais de 70 universidades do

Visite nossos outros projetos: