Projeto | Depoimentos | Aprovados no ITA |
Depoimentos da Equipe
Qui, 07 de Janeiro de 2010 04:21

Confira aqui os depoimentos de alguns membros da Equipe Rumo ao ITA

Meu nome é Caio e eu sou natural de Salvador, mas morei minha vida praticamente inteira no Rio de Janeiro. Eu admito que só fui mesmo saber o que era ITA no meu segundo ano de ensino médio. Eu, assim como muitas pessoas naquela idade, não tinha muita noção do que queria fazer, ou seja, da escolha do vestibular. Eu sabia que me interessava mais pela parte de exatas, então engenharia parecia a escolha óbvia. Foi quando um amigo meu sugeriu que eu fizesse uma turma IME/ITA, pois seu irmão havia feito e recentemente passado para o IME. Me interessei, pois sempre gostei muito de desafios. Esse foi um verdadeiro desafio. Durante o ano de turma IME eu vi que não havia outro lugar melhor para eu estar me focando a não ser o ITA e o IME. Eu passei a me dedicar muito para chegar esse objetivo, que começou como um mero desafio, e depois com o tempo passou a ser uma verdadeira busca. Estudei muito, e, como acontece com muitas pessoas, não consegui passar nos concursos que eu queria. Mas eu estava certo dos meus objetivos, e tenho certeza que foi isso que me deu a capacidade de passar. Tenha sempre seus objetivos em mente, e não tire o foco do seu caminho para alcançá-lo. Foi atraves da persistência, da confiança e de muito estudo que consegui passar no IME e no ITA. Bom, vim parar aqui. Em São José dos Campos - SP , estudando com, provavelmente, as mentes mais brilhantes desse país. Será que é porque sou gênio? Tenho certeza mais que absoluta que não. É porque um dia eu acreditei no meu sonho, e corri atrás dele. Eu não me arrependo nem um pouco de ter "perdido" mais um ano, pois estou muito bem no ITA. Muitos se preocupam sobre morar longe da família, mas lembre-se que aqui no ITA você ganhará uma segunda família. Família de pessoas que passaram por situações parecidas com as suas mesmo sendo completamente diferente de você. Pessoas que um dia também sonharam em estudar no ITA. Pessoas normais (sim acredite!). Bom, eu ainda estou no meu primeiro ano de ITA, e ainda tenho muito pela frente, mas posso dizer que esse ano que passei no ITA superou muitas das minhas expectativas. Não vou dizer que é facil a vida no ITA, ainda tem muita ralação pela frente. Mas sem dúvida vai ser um lugar que vai deixar saudades ao término dos 5 anos.

Caio Guimarães - Rio de Janeiro - RJ

Bom, eu curso o quarto ano de engenharia eletrônica no ITA (Na época do depoimento, hoje é Engenheiro Eletrônico formado no ITA). Sou natural de Santarém do Pará. Descobri o ITA num cartaz no meu colégio e não possuía muitas informações sobre a faculdade. Mas resolvi tentar entrar. Como na minha cidade não tem cursinho, tive que estudar sozinho em casa para poder estar no nível esperado par prova. Meio sem orientação eu estudei bastante, mas estudei muita coisa desnecessária e as coisas que eram importante deixei de lado. Tentei três vezes. Na terceira percebi que tinha feito uma boa prova, ao contrario dos anos anteriores, mas foi com surpresa que recebi o telefonema do instituto avisando que fora classificado no exame de escolaridade. Ai foi correr para o abraço. Muito churrasco, apertos de mão e tapinha nas costas. Mas o mais importante é ter conseguido, depois de muita lutar , realizar um sonho. Tive que arrumar meus documentos e as coisas que teria que levar para lá. Nunca tinha saído de minha cidade do interior da Amazônia, para o sudeste do pais par morar. Chegando ao ITA, fui recepcionando pela Comissão de recepção que é uma comissão do centro acadêmico para a recepção dos bixos. Com o objetivo de integrar os alunos novos à grande família iteana do h8, os trotes pregam valores como união espírito de grupo e igualdade entre nós. Nos foram passados o conceito mais importante do iteano: a Disciplina Consciente, mais conhecida como DC. Que é de você ter ética no que faz e respeitar os direitos e deveres. No h8, você mora em apartamentos para seis pessoas, cada uma com seu espaço. Todos possuem cama, armário, estante, escrivaninha individuais. Os quartos dos fundos são melhores, alias, eu moro num deles, a privacidade é maior, alem de serem u pouco mais espaços e possuírem uma janela panorâmica. O fato de morarmos juntos, cria em nos fortes laços de amizade e companheirismo, e respeito mutuo. Pode-se fazer grandes amigos aqui, para a vida toda. O alojamento, possui academias, mais carinhosamente chamada de Maromba, sala de estudos chamada de Gagah8, duas quadra poli esportivas, a do A e a do C., biblioteca chamada de Biblita, uma piscina em forma de feijão, por motivos óbvios chamada de Feijão, palco de algumas brincadeiras e momentos de descontração, uma sala de cinema,o Cineclube e uma sala de sinuca e perbolim. Tudo isso gratuitamente. É comum, haver churrasco a borda do Feijão , no quiosque adjacente. Esqueci da Sala de Musica, onde tem bateria, piano e outros instrumentos. Alias, comecei a aprender tocar bateria lá. Não que eu seja bom, mas já é alguma coisa. Devido ao clima de cooperação, dá para você aprender e ensinar muitas coisas com seus amigos. Uma coisa que acho legal é que o clima de competição não existe e nem é estimulado. Isso aqui é considerado babaquices, por isso, safos e pembas convivem harmoniosamente, sempre se ajudando. O Centro Acadêmico Santos Dumont é bastante ativo, e no alojamento você pode participar de muitas atividades que serão melhor vista em próximo texto. Até lá.

Miguel Ângelo - Santarém - PA

Meu nome é Igor Nascimento, sou do Rio de Janeiro e entrei em 2006 no IME. Bem, eu sei que o site se chama Rumo ao ITA, a maioria das pessoas aqui querem ITA, mas acho que vale a pena ler o depoimento de um aluno do IME. Bem, minha trajetória foi a seguinte: Eu fiz o segundo grau técnico no CEFET-RJ. Quando eu estava no segundo ano eu comecei a almejar o IME, apesar de eu saber que não tinha um ensino médio direcionado ao vestibular, mas sim à área técnica. No início do terceiro ano decidi: mesmo não tendo quase nenhum tempo livre (eu fazia técnico de manha e ensino médio de tarde) eu vou estudar em casa pro IME. Fiz o meu máximo: resultado, passei pra Escola Naval mas não quis ir, e fui aprovado no IME, porém faltou dois décimos pra ser classificado no numero de vagas. No início fiquei triste, pedi revisão de três provas, não consegui nada. Não era pra ser naquele ano. Também não passei no ITA naquele ano de 2004. Em 2005, ergui minha cabeça. Eu sabia que para quem nunca havia feito curso preparatório eu tinha ido muito bem, visto que a maioria dos que tinham concorrido comigo já tinha feito dois, três anos de curso. Recebi propostas de três cursos preparatórios para estudar com bolsa integral Nesse ano eu cheguei a cursar algumas matérias de engenharia na UFRJ, para a qual eu havia passado, mas me dediquei mesmo ao curso preparatório. Eu queria IME ou ITA de qualquer jeito, mas sempre preferi o IME pelo fato de ser no Rio de Janeiro. Então, os resultados foram vindo. Passei em ótimas classificações na AFA (4º), Escola Naval (1º) e EFOMM (10º) e começava a ver que eu tinha chances de entrar no IME naquele ano. No fim do ano, veio a vitória: 7º lugar no IME e aprovação no ITA. E posso dizer que com certeza valeu a pena tentar mais um ano. Eu não perdi um ano, mas sim investi. Escolhi o IME pelo motivo que já falei acima. Muitas pessoas têm preconceito contra essa minha decisão, lá no IME mesmo muitos queriam estar no ITA e acham que eu dei mole ao não ter ido pra lá, mas acho que pra mim pesou mais o fato de o IME ser mais perto, e também acho que o IME não deve ao ITA, a única coisa que afasta as pessoas do IME é o militarismo, que sinceramente não é nada de outro mundo. Mas sem dúvida, ambas são escolas em que o aluno terá uma formação de ponta e certamente continuarão formando os melhores engenheiros do Brasil e do mundo também, por que não? Um abraço e boas provas (não desejo boa sorte porque boa sorte é pra quem não estuda). Acreditem nos seus sonhos: esse é o primeiro passo para que eles sejam alcançados.

Igor Alvarenga - Rio de Janeiro - RJ

 
Banner
Banner

Apoio

Banner

Pesquisa

Login

Facebook Futuro Militar

Facebook Rumo ao ITA